Sou fã da página da Prefeitura de Curitiba no Facebook. Alguém aí já viu? No Instagram esse órgão público, administrador de uma das mais belas e complexas cidades do Brasil, também faz um trabalho bem legal. Mas, é no Facebook, a meu ver, que a “Prefs”, como eles próprios falam no dia a dia, consegue ser mais certeira, mais viva e mais impressionante, no sentido positivo, no seu modo de se comunicar nesse mundão digital.

Se você nunca acessou, procure a página @PrefsCuritiba e veja você mesmo. É um show de equilíbrio entre informalidade e tom institucional, entre humor e seriedade, entre graça e bom senso. E sabe como eles conseguem isso?

Eu arrisco uma resposta. Praticamente “humanizando” o ente público Prefeitura. E fazendo com que ele se comunique com as pessoas no melhor estilo “gente como a gente”. Sem cair no escracho, vejam bem… mas com muita irreverência e até certa simplicidade.

Os posts não têm aquele formato padrão de tantos e tantos órgãos públicos, que usam templates manjadas ou rebuscadas (que em outros casos têm sua função e validade), para que os conteúdos sejam facilmente reconhecidos. Pelo contrário, o layout das postagens tem pouca ou nenhuma padronização e, por incrível que pareça, esse ‘ecletismo’, que muitos chamariam de bagunça ou amadorismo, faz o feed da Prefs jamais parecer monótono e burocrático.

As postagens tiram partido dos chavões que correm na internet e nas redes sociais, tais como… “Não estamos sabendo lidar com tal coisa…”, “É tal coisa que vocês querem?”…. e ainda… “Arrasou”, “Treta”, “Lacrou”, “SQN”, “Só acho”, “Só vem” e por aí vai. Repito — sem escracho, porque as gírias e bordões são sempre muito bem alinhados com os objetivos do post, ou seja, com a mensagem que a Prefs de Curitiba quer comunicar ao cidadão-internauta.

A página também usa, sem abusar, de memes para engrossar o caldo que dá sabor às postagens e as faz, por meio dos comentários, ganhar ainda mais repercussão na rede.

É um sucesso, com quase 1 milhão de seguidores e curtidores. E, a meu ver, um case a ser estudado e até imitado, com as adaptações que se julgar necessárias.

Antes de terminar, acho legal dizer que além desse estilo descolado, a página da Prefs de Curitiba tem, obviamente, pessoas responsáveis pela importantíssima interação com os cidadãos que a acessam e por meio dela fazem reclamações, denúncias, perguntas, críticas, solicitações e até elogios. Não dá pra ser cool esquecendo de fazer o básico, afinal!

Fica a sugestão para os amigos que fazem marketing digital para empresas, entidades e órgãos governamentais.

Sucesso aí!